domingo, 5 de março de 2017

A Casa do Céu

Mantida em cativeiro por 460 dias, Amanda Lindhout converteu-se ao islamismo como tática de sobrevivência, recebeu “lições sobre como ser uma boa esposa” e se arriscou em uma fuga audaciosa. Ocupando uma série de casas abandonadas no meio do deserto, ela sobreviveu através de suas lembranças — cada um dos detalhes do mundo em que vivia antes do cativeiro —, arquitetando estratégias, criando forças e esperança. De maneira vívida e cheia de suspense, escrito como um excepcional romance, A Casa do Céu é a uma história real, íntima e dramática de uma jovem intrépida e de sua busca por compaixão em meio a uma adversidade inimaginável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário