terça-feira, 9 de agosto de 2016

Minhas Férias na Espanha Relato VI ou III a

III a ?
O que significa isso?
Vai e volta?!
Enrolação?!
 
É gente, esqueci outro detalhe... que vou contar agora.
Logo que saí de Villamayor de Monjardin, em 03/05, vi um peregrino, no mínimo, surpreendente.
Tinha fotos de criança, de santos, amuletos e várias parafernalhas penduradas em sua mochila.
Posso dizer, sinceramente, que eu ganhou de mim, kk
E foi em El Rincón, lá onde o café foi aquecido no micro-ondas, que após fotografar um grupo de espanhóis (não a pedido deles, e sim a oferecimento meu), constatei ser um deles aquele da mochila "enfeitada".
Religiosidade, pagamento de promessas, conquistas, família, fé, saudades...
?!
 
Retomando o caminho, eu sozinha, ouvindo o som do meu silêncio, parei de questionar o porquê e o para quê de todos aqueles enfeites.
 
Ao me deparar com uma imagem espetacular, senti necessidade de figurantes para registrar aqueles flores, aquela curva, aquela ponte.
E quem chegou?
Antônio! O da mochila "enfeitada"!
Poucos dentes na boca, mas uma alegria contagiante.
 
 
Trocamos nº celulares/WhatsApp para que eu lhe enviasse a foto que tiramos abraçados.
E me convidou para tomarmos vinho em Logroño com seus companheiros.
Ou uma dança típica espanhola em Burgos.
Alegria é uma das magias do Caminho.
As pessoas se cumprimentam, trocam convites e promessas de reencontro.
 
 
Porém, nossos passos não coincidiram mais.
E só trocamos mais alguns fotos pelo WhastApp.
E um convite para conhecer Tarragona, perto de Barcelona.
Conheci, pois, um catalão.
 
Claudinha
escrito em 09/08

Nenhum comentário:

Postar um comentário