segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Minhas Férias na Espanha Relato IV

 
Ei, preciso de um parênteses pra contar sobre as gominhas de cabelo smile cor de rosa.
Minha neta tem o mesmo espírito comerciante/vendedor da avó dela (no caso, euzinha).
Então, elogia os cabelos da manicure, da veterinária, da funcionária da loja do pet shop, da dentista para início de conversa. Daí, pergunta se elas usam rabo de cavalo e, em seguida, oferece gominhas infantis.
E vende!
Eu a questionei:
- Você não acha que já passei da idade para usar este tipo de gominha?
- Não sei... assim, interrogativa. - Quantos anos você tem?
- 49.
- hum.... e olha pra cima, pensativa (mas, no fundo, no fundo, já sabendo o que pretendia). - Não, não, ainda dá tempo...
E eu compro mais 4 pares.

Voltemos à Espanha.
Saindo de Viana, desta vez, com mochila, conheci Alex.
Ele reconheceu meu agasalho como sendo de uma brasileira (corrida em Floripa).
Lembro da satisfação e alegria em poder conversar na língua materna.
Ele falava com saudades da Tia Ana e sua sobrinha Andrea.
Capixabas. Conversadeiras. E peregrinas.
Interessante é uma preocupação de cada um de nós peregrinos em dosar o quanto falar, o quanto respeitar a privacidade do colega peregrino. Se deixa-lo (a) a sós, se somente caminhar lado a lado ou falar, falar...
Ele falava das colegas peregrinas com um carinho especial.
E... foi então que conheci o outro lado do Caminho...

 
04/05 VIANA e NAVARRETE - 22,4km
Escrito em 01/08

Nenhum comentário:

Postar um comentário