sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Autora sueca Kristina Ohlsson

Sinopse - Indesejadas - Fredrika Bergman & Alex Recht - Livro 01 - Kristina Ohlsson

Crimes brutais marcam um verão sueco. Suécia, meados de um verão chuvoso. O inspetor Alex Recht e sua equipe, auxiliada pela analista criminal Fredrika Bergman, começam a investigar o que parece ser um caso clássico de disputa familiar pela guarda de uma criança. No entanto, quando a menina é encontrada morta no extremo norte da Suécia, com a palavra “indesejada” escrita na testa, o caso se transforma rapidamente no pior pesadelo da equipe de investigadores. 
“Ohlsson sem dúvida vai se juntar a Jo Nesbø na maioria das listas de leitura obrigatória da literatura policial escandinava.” Booklist (EUA) 
“De escrita elegante e com um grupo de detetives extremamente humanos, a trama de Indesejadas entra no nosso inconsciente do jeito que só os bons thrillers são capazes.” Daily Mail (Reino Unido) 
“Prosa, trama e caracterização impressionantes… Os leitores vão ficar ansiosos para continuar na companhia da intrigante protagonista Fredrika Bergman.” Publishers Weekly (EUA)

Indesejadas é o primeiro livro da série Fredrika Bergman & Alex Recht.

Opinião de Dani Kaulitz no site Skoob:
 
Indesejadas - Tensão, Suspense e tudo mais que é necessário para um bom policial.
Sempre fui muito fã de estórias policiais. Adoro acompanhar investigações, tentar descobrir as soluções de crimes junto com os personagens. Por isso, não hesitei em escolher Indesejadas. 
Em Indesejadas, O verão de Estocolmo sempre será marcado por algo terrível: Durante uma simples viagem de trem, uma criança, Lilian Sebastiansson desapareceu. 
Não há pistas, não há nenhum vestígio de quem a sequestrou e porquê. Então, cabe á equipe de Alex Recht desvendar este mistério e descobrir quem é o criminoso por trás.
Primeiro, gostaria de ressaltar que a sinopse contém um Spoiler. Como todos podem ler, é dito que "(...) No entanto, quando a menina é encontrada morta no extremo norte da Suécia, com a palavra “indesejada” escrita na testa, o caso se transforma rapidamente no pior pesadelo da equipe de investigadores."
Ok, por causa desta frase, você pode imaginar que este fato, de a menina ser encontrada morta com a palavra Indesejada escrita em sua testa, é um fato inicial, que desencadeia a estória. No entanto, não é. Vou explicar melhor: Acontece que esta simples frase entrega que a criança não será encontrada pelos policias com vida. Então, é um spoiler, visto que, no livro, somente na página 143 ou 144 que os policiais descobrem a criança morta. Então, quem está lendo o livro sem ter lido a sinopse (o que acho bem difícil de acontecer), vai descobrindo junto com os policiais que, então eles estavam desesperados procurando Lilian ela já está morta. Assim, quem leu a sinopse, como eu, recebeu spoiler. Sinceramente, eu imaginava, durante a leitura, que a equipe de Alex iria encontrá-la de alguma forma com vida, mas depois caí na real e me lembrei de que a sinopse contava claramente que ela seria encontrada morta. Então, achei uma falha muito grave incluir essa revelação na sinopse.
Porém, isso não fez com que eu diminuísse sequer uma estrela da leitura, pois o livro soube me prender e surpreender como um bom romance policial deve. Mas não falarei mais sobre o enredo, pois os próximos acontecimentos você deve descobrir durante a leitura.
Acompanhar a leitura foi o máximo, pois eu me pegava querendo desvendar cada pista junto aos personagens. Vários momentos de tensão acompanharam a trama, que se desenvolveu não só no desaparecimento de Lilian como em outros crimes brutais. A leitura soube me prender até a última linha.
Outra coisa que achei bem diferente, no entanto, positiva, foi o fato de a autora construir para cada policial encarregado de investigar os crimes uma personalidade única. Algumas vezes, foi "cortado" o momento de tensão e suspense para se iniciar, no novo capítulo, um pouco sobre a vida do outro investigador, deixando o leitor curioso. Pode parecer, sabendo disso, que a leitura acaba "escorregando" pelo caminho errado, mas, ao contrário! Essa descrição da personalidade de cada um criou o efeito de personagens realmente reais - com problemas, medos, inseguranças - que, pelo meu visto, me cativou e fez com que eu passasse a torcer e distinguir cada um. Essa distinção de personalidades, também, me fez refletir um pouco sobre o trabalho dos policiais e o quanto deve ser difícil, com tanta pressão.
Finalizo com a opinião de que a leitura foi ótima, soube prender e manter a curiosidade o tempo todo. Não retiraria uma única palavra dos textos, o livro todo ficou ótimo e com informações ótimas, bem escritas. Uma leitura pesada? Sim, mas que os adoradores de policiais irão amar. Favoritei, um dos melhores policiais que já li.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário