terça-feira, 8 de julho de 2014

Minha Vida em Versão Comédia - Notícias Minhas Parte XII



Três longas semanas...
Quem sentiu falta pôde até pensar que "Claudinha esqueceu de mim"...
Esqueci não. Jamais!
Estive "em pausa"  e neste final de semana me energizei e voltei a tooooda!

Comecemos pelo Seu Almerindo, amansador de burros. Oito filhas no interior de Minas onde a luz vinha de lamparinas e a vitrola amarela era movida a pilhas. Bastou um das filhas arrumar um namorado que Seu Almerindo, prevenido, antecipou os casamentos de toooodas as filhas, uma a cada final de semana, ao som de Amado Batista. Ou  gostava demais do cantor ou sabia que este tipo de burro não poderia amansar. 
Este foi um dos causos que Marcelinho contou. Dentre outros que distraía a gente e nos motivava a continuar mesmo cansados. Disse inúmeras vezes que meu problema era firula e devo concordar (?!).

Foram 25 km até a Cachoeira do Bicame com minha perna lesionada. Imagine...
Digamos que desaprendi a andar. A dor não me impossibilita. Porém me limita. Não consigo mais correr ou andar depressa. E poupando a perna direita lesionada machuco o joelho esquerdo. 
Precisei de 2 km para que a anestésico fosse produzido - doía o músculo tibal anterior e também o músculo quase rompido bíceps femoral direito.
Quando me conscientizei que já não era mais a mesma bruta de antes, usei várias técnicas para acompanhar a turma: 
- fotografava o caminho à frente, exatamente no momento em que alguém fazia uma curva ao lado de um rochedo, ou arbusto (e reforçava mentalmente que tinha uma bateria reserva para rever as fotos quantas vezes fossem necessárias);
- sessão nostalgia (cicloviagem para Paraty ou trilha noturna Jacu Encantado) tínhamos setas com pedras ou gravetos. Cadê?? Socorro! Não se desespere! Lembre da lição número dois: sentar e aguardar alguém voltar para o resgate da lenta perdida;
- sacrifique as fotos de que tanto gosta - preferível se adiantar e enxergar a última cabecinha na curva do infinito do que se encantar com a vastidão das Cadeias do Espinhaço;
- e por última a técnica do João e Maria: procurar as pegadas como miolos de pão. Neste caso, capim pisoteado.

Após cinco horas vem o inchaço atrás do joelho esquerdo e sartório direito.
E vamos que vamos! Afinal, o céu está lindo e estamos chegando no destino... 
- Marcelinho, se tiver bifurcação só me esperar ou sinalizar... devagar e sempre é o lema. Vou chegar!  Lembrando que não tenho rumo - a turma toda sabe! Não deixe que eu adivinhe o óbvio! Eu erro, com certeza!

Gente, em resumo: foi fantááástica a caminhada, também a companhia de pessoas incríveis e as fotos! 
Sem foto não vou! Como vou provar para a posteridade as travessuras que fiz?!

bjos
08/07/14

2 comentários:

  1. Que data é essa, poramor???
    " bjos
    08/09/14 "

    Eu fiquei tão pra trás assim???????????????
    Ainda to em 16/07/14...

    ResponderExcluir
  2. Ei, Rô! Corrigi a data....Estou motivada, uma leitora assim me dá asas, ;)

    ResponderExcluir