terça-feira, 17 de junho de 2014

Minha Vida em Versão Comédia - Notícias Minhas Parte II



Gente, "nem Matercard paga" a alegria de receber as respostas de vocês quando mandei notícias minhas...



Depois de saber que meu irmão, após meses de dedicação e muita disciplina, misturado com entusiasmo e mau humor, subiu o pódio (bronze) na Meia Maratona na Patagônia (Patagonia Run) minha mochila voltou a gritar: "E vc? vai continuar aí frustrada? com inveja? sedentária? blá blá blá"

É... já fui atleta... já tive férias toooodos os finais de semana. Dormia cedo e acordava de madrugada para viajar e depois pedalar... Íamos para cidades próximas (mtas vezes distantes 200km ou 300km DE CARRO) para pedalar no mínimo 40km por dia. Tinha o fuso horário de atleta (meio antipático para alguns, antissocial para outros, e simplesmente diferente para a maioria). 

O trabalho que dá montar/manter uma bike funcionando, lavar as roupas, limpar a sapatilha etc faz com que o bom senso exija este mínimo de quilometragem por trilha.

Bons tempos... que podem voltar.

Voltar também as caminhadas, as travessias e, principalmente, as fotos...

Fotos de paisagens lindas, panorâmicas, inéditas ou exóticas que se transformavam em lindos cartões no final do ano para agradecer a saúde, a companhia dos amigos e a oportunidade de ter estado em tantos locais fantásticos.

Assim, desejava a todos um Feliz Ano Novo... bons tempos...



Pois isso não gritei de volta: OLX, desapega, desapega!...



O bom negócio neste caso é voltar à academia. Torcer para que os profissionais que cuidam de mim hoje sejam bons e que em breve esteja curada da perna.

Dia 24 de junho... foi a data que caí (que fui jogada na calçada).

Já vai fazer um ano... e seis quilos a mais. Como o tempo voa...



Voltemos ao início... primeiro, adorei a confusão que provoquei antes de esclarecer que quem estava casando era meu sobrinho e não eu.

Eu já estou/sou casada. Foi numa Festa Junina e me dei por satisfeita. Agora a maquiagem e penteado é para ser a madrinha. Muita responsabilidade este negócio.

E madrinha meio que por imposição... a noiva cogitou a hipótese e nem esperei o convite oficial - já fui comprando o presente, procurando o vestido.

Tá certo que agora me sinto uma baranga (e não concordem comigo quando virem as fotos) num vestido fora de moda e com o preço super conveniente.



Me fez lembrar um episódio interessante. Disse à Gilberto (uns o chamam de cabeça de bacalhau, mas não é bem assim...ele existe!), meu namorido: "- Diga que me ama mesmo acima do peso." E ele disse o que? O que? Que me amava mesmo acima do peso. Que horror! Que absurdo! Briguei, xinguei... "Nem sob tortura chame uma mulher de gorda..."  Pra variar, ele sorriu... bom demais!

Dizem que mulher é complicada... Algumas poucas vezes tenho de concordar. Poucas? Sim, poucas.

Digo que tenho meu lado masculino bem aflorado. Não consigo ficar mais de uma hora num salão de beleza (mesmo que eu leve um livro e fique completamente absorta). Imagine corte, pintura  (tive de voltar a ser loira como criança), penteado e maquiagem... Piro legal... Então isso tudo será feito em 5 dias (um pouco de cada vez....)



E roupas? Não tenho paciência... Inclusive adoro trocar de agência, de local de trabalho para não ter de comprar roupas novas... Exato: já que serão outras as pessoas com quem vou trabalhar, as mesmas roupas não farão diferença (só quando elas começam a apertar demaaais). Ou compreendo que envelheci e que aquele estilo de roupa combina com pessoas 10 anos mais nova.



Por hoje é só, rapazes e meninas...

Creio que não estou num dos meus melhores dias de descontração...

A gente vai se falando...

e lembrem-se: estas "cartas" são pra dizer que estou com saudades... e bastante sem tempo... e gostaria de saber como estão... que falem das recentes conquistas e planos futuros.



Bjos 
14/04/14

Nenhum comentário:

Postar um comentário